terça-feira, 1 de maio de 2018

TREM DOIDO - DIA DO TRABALHO E OS NOSSOS “SUPOSTOS DEFENSORES”



No dia considerado como: “do Trabalhador”, a grande maioria dos que discursam "nos palanques" em defesa da classe trabalhadora, ostentando a bandeira de “defensores do povo” 
=> nunca exerceu de fato em suas respectivas trajetórias de vida uma rotina semelhante ao que se conceitua como Trabalho...

Portanto, não podem se comprometer em fazer prevalecer aquilo que determina a nossa Constituição Cidadã relacionada às garantias Sociais e Individuais.

Entretanto, sem dúvida, na condição de nossos “supostos representantes” continuam mantendo e defendendo o conjunto de seus privilégios pelo exercício dessa representatividade expressos na mesma Constituição, sob a alegação de que “nesse caso específico” estariam apenas cumprindo o que é sagrado e constitucional... . //

Claudio Pierre de França

terça-feira, 17 de abril de 2018

IN THIS WORLD - BROTHERS USE ARMS AND FIGHT THEMSELVES - THIS IS THE PROBLEM


A Conscientização da essência de um problema é o primeiro passo para, ao menos tentarmos a sua resolução...

Creio que a grande dificuldade seja realmente compreender conceitos como:
“As coisas que nos unem superam todas aquelas que nos separam”.
 Brahma Kumaris

Mas, como entender e praticar ensinamentos com este se somos desde pequenos “programados e estimulados socialmente” para uma politicagem Institucionalizada por meio da correria do dia a dia...

Politicagem essa “de faz de conta” ...

Que não direciona para a Unidade; pois baseia-se no conflito da luta contra o semelhante visando primordialmente à conquista de um lugar ao sol no conjunto de valores artificiais dessa “Selva de Pedra”.

Não é à toa que os argumentos dos genuínos Artistas e Místicos fundamentados na Essência Ser são considerados alienígenas para a grande massa geralmente robotizada e programada ao culto pelo Entretenimento Barato e pelos falsos Profetas.  

//
Evidentemente, nem sempre estaremos minimamente Unidos...

Contudo, o Respeito e a Tolerância advirão quando seguirmos outro conceito básico, que de forma Atemporal, tem sido expresso sob diferentes pensadores, porém, com o essencial sentido:

- “Não faça para os outros o que não queres que façam para ti”.



      Claudio Pierre 

quarta-feira, 28 de março de 2018

A ORIGEM E SEUS REFLEXOS


A ORIGEM E SEUS REFLEXOS


A origem da politicagem e seus reflexos começa por um descuido de vigilância do nosso foro íntimo, e expande-se como uma onda no âmbito das Instituições e da Sociedade decadente.

Nesse contexto destaco nessa reflexão dois itens:

  1.     A quebra da Unidade entre: Palavra, Sentimento e Ação.
ð Talvez isso explique os jargões populares:

- “Não acredito na Política!” // - “Não gosto de Política!”...

Quando na verdade sob os conceitos que iniciei o meu comentário considero que a melhor expressão seria:

- Não acredito em politicagem. Mas, valorizo a Política do discernimento da Unidade entre o que Pensamos, Falamos e Sentimos.


Conheço muita gente que não conseguindo impor suas respectivas essências em favor dessa Unidade confundem as falsas promessas e mentiras propaladas, tanto:
Pelos politiqueiros de plantão que sob esse Sistema Falido de Representatividade supostamente nos representam;

Como

Pelos atores que compõem o teatro novelesco das relações sociais;

Dessa maneira tratam essas versões falaciosas - que originam e estruturam as distorções desse Plano, como se fossem as expressões irrefutáveis da Realidade.

ð Na incapacidade de valorizarem suas próprias Essências, acreditam que TODAS as palavras são artificiais, dependentes da conveniência de um mero jogo de interesses.    
           

      2.    A Ilusão de que sob esse plano só há espaço para facilidades...
ð Talvez isso explique outro jargão que é de doer:

- “Não quero esquentar a cabeça!”

É sob essa falsa premissa – subliminarmente estimulada – que delegamos a nossa vontade e atitude Cidadã para os tais “supostos representantes politiqueiros”de certa forma, os principais responsáveis pelo estado de esculhambação atual - que vêm atuando em defesa unicamente de seus próprios interesses e ao longo do tempo se valendo desse Sistema Falido de Representatividade.

Da mesma forma que sob o palco do teatro novelesco das relações sociais, pela mesma premissa – aceitamos qualquer coisa como entretenimento, desde que:
“ocupemos o nosso tempo de lazer de forma descompromissada e vazia”, muitas vezes regada pelos excessos / exageros.


ð Talvez por isso, boa parte da população no limiar da maturidade delimitada pelo relógio humano, abandone gradativamente os seus projetos, sonhos e desafios, sob a “programada” alegação:

- “Já esquentei muito a cabeça quando jovem; mas hoje não esquento mais!”



             Claudio Pierre 

segunda-feira, 26 de março de 2018

A ARTE QUE UNE


A Arte tem uma ação balsâmica...

Embora não possa ser dimensionada por todos dessa maneira, a sensação de Alegria Interior transmitida pelas várias manifestações artísticas gera uma importante vibração de harmonia e sentido de humanidade ao nosso redor...

// Nesse Plano – Trem Doido, aquele que se propõe a ser não uma Estrela, mas um instrumento da Cultura enfrenta um constante desafio repleto de obstáculos...

// O efeito balsâmico traz a Consciência de que Não Estamos Sozinhos!!!
                                              
                                               PAZ!!!

Claudio Pierre

sexta-feira, 23 de março de 2018

QUEM ME REPRESENTA XXIX - A POLÍTICA ou "a politicagem"


=>Política – S. f. 1. Ciência dos fenômenos referentes ao Estado; ciência política. 2. Sistema de regras respeitantes à direção dos negócios públicos. 3. Arte de bem governar os povos. 4. Conjunto de objetivos que enformam determinado programa de ação governamental e condicionam a sua execução. 5. Princípio doutrinário que caracteriza e estrutura constitucional do Estado. 6. Posição ideológica a respeito dos fins do Estado. 7. Atividade exercida na disputa dos cargos de governo ou no proselitismo partidário. 8. Habilidade no trato das relações humanas, com vista à obtenção dos resultados desejados. 9. P. ext. Civilidade, cortesia. 10. Fig. Astúcia, ardil, artifício, esperteza.

=>Politicagem – S.f. Deprec. 1. Política (4 a 7) mesquinha, estreita, de interesses pessoais. 2. O conjunto dos políticos pouco escrupulososos. Desonestos. (Sin. Ger.: politicaria, politiquice, politiquismo).

= Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa
////

Meu comentário: Uma das coisas que mais me incomoda é ouvir constantes comentários em que esses dois conceitos se confundem; ou seja, utilizamos a expressão: “Atitude Política”, como sinônimo de uma clara e cristalina prática Politiqueira tão corriqueira e institucionalizada neste País.

Claudio Pierre

sexta-feira, 9 de março de 2018

BREVE REFLEXÃO => AS PRÓXIMAS ELEIÇÕES


Como esse Sistema Falido de Representatividade permanece o mesmo em nosso País...

 - É praticamente impossível que nas próximas Eleições o quadro evolua...

Haja vista a manutenção e tolerância oficial e social para com tantas siglas partidárias e politiqueiras; bem como o quadro atual de presidenciáveis - alguns deles "eternos postulantes de sempre"...

É... Pelo visto, ainda estamos condenados a ostentar por mais algumas gerações o título:

- Brasil País do Futuro (parado eternamente no tempo...).


Ainda assim, como sou otimista, creio que seja possível uma subjetiva e relativa Evolução Espiritual do SER em cada nova Encarnação, independentemente da insana desconexão "do artificial poder humano deste plano" com A Essência.


Claudio Pierre

A MANIPULAÇÃO DAS MASSAS


A MANIPULAÇÃO DAS MASSAS



Na medida em que priorizamos nossas respectivas subjetividades baseadas na constante sintonia com os nossos: Sentimentos, Ações e Atitudes; diminuímos essa interferência exterior, e geralmente, adquirimos respeito sobre as diferenças...

O problema é que a politicagem faz exatamente o contrário, pois sob os valores artificiais desse Plano => É muito fácil se esconder / ou se promover sob rótulos; seja por ignorância, seja por esperteza... 

Essa é a forma de “manipulação das massas”.

Claudio Pierre